11 de mar de 2010

Promotor galã volta as telinhas brasileiras

O Promotor de justiça José Carlos Blat volta às telinhas brasileiras, porém, como em toda novela nacional, sem nenhum enredo novo, apenas o mesmo discurso de sempre: Denúncias de desvio de dinheiro para campanha eleitoral do PT.

O boa pinta já foi acusado de ser pau-mandado do PSDB, foi afastado do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado de São Paulo, processou a VEJA por calunia por causa de uma matéria intitulada "Intocável sob suspeita" e hoje é fonte fidedigna da revista e da Rede Globo.

Talvez, alguns de meus amigos venham a dizer que, escrevendo isto, só estou fazendo defesa de Governo "A" ou "B", mas, certamente eu responderia com uma pergunta: Porque diabos o tal promotor, que tem consigo a certeza (e provas?) de irregularidades com a BANCOOP e que esta estaria servindo um suposto "Caixa 2" do Partido dos Trabalhadores, desviando cerca de R$ 100 milhões para as candidaturas de Lula, só apresentará denúncia daqui a três meses? Será que é por que fica mais próximo das eleições?

Fiquemos atento ao que diz a VEJA e ao que mostra a GLOBO. Não é de hoje que essa novela reprisa.

Nenhum comentário: