7 de mai de 2013

Primeira lamentação de 2013

Foi-se o tempo em que eu tinha inspiração para criar textos, por menor que fossem, para meu blog. A ultima postagem consta do dia 23 de outubro de 2012, ainda sob o calor das eleições.
Mas, o que me falta? Ou melhor, o que me tira a inspiração para escrever?
Em um primeiro momento, me vejo com fome de leitura. E leio. Leio tanto que às vezes durmo entre uma pagina e outra, daí me perco, e não retomo o gosto pela mesma leitura. E o que isso tem a ver? Leio, me informo, procuro outras fontes, crio meu ponto de vista e, por fim, escrevo. Então, se leio e logo escrevo, porque não o faço?
Na real, talvez aqueles que dispensaram um tempinho da sua navegação pela net lendo o Cidadão Silva já tenham percebido que gosto muito de falar sobre política. E que tomo partido por alguns projetos ao ponto que tento descascar outros. Mas até isso, ultimamente, me tem deixado ‘fastioso’. Sem querer, relendo meus textos tão solitários de comentários neste blog, me dei conta de que estava partindo pra uma vertente da qual tanto questiono: o deleite sobre agenda eleitoral (e não política) que tanto as emissoras de FM insistem em praticar em seus radiojornalismos.
Mas talvez calar, pra mim, sirva de consolo, diante da inércia de um governo cujo qual eu, mesmo que de forma tímida, tenha ajudado a construir.

P.S. Inércia, pra mim, não está em não ter inaugurado terceira faixa de avenidas, praças próximo à shoppings centers e nem terminais de integração.

Nenhum comentário: